segunda-feira, 26 de abril de 2010

25 de Abril - Uma postagem atrasada em um dia.

http://contramachismo.wordpress.com/2010/04/25/25-de-abril-revolucao-dos-cravos/
"Foi bonita a festa, pá
Fiquei contente
Ainda guardo renitente
Um velho cravo para mim
Já murcharam tua festa, pá
Mas certamente
Esqueceram uma semente
Nalgum canto de jardim"
Chico Buarque

Sempre me derramo em lágrimas ao ouvir este trecho da canção do Chico, a Revolução dos Cravos foi também uma revolução de poetas, de utopistas, de sonhadores. Vejo esta modorra que vivemos neste princípio de século, chega a dar vergonha. Sei que um dia foi possível sonhar, a barriga desta moça da foto, nos diz que ainda é possível sonhar. 

Mas então por que estou agora neste momento vertendo lágrimas no teclado? Por que esta nostalgia sem graça que me embaraça?

Haverei de escrever um poema que me redima, que me tire da cova, que me restitua às ruas.
Haverei de ser um jovem novamente, de bandeiras vermelhas, de olhos tão brilhantes quanto lanternas acesas.

Hoje a poesia, meio tristonha,  olha a rua pela janela.

Um comentário:

Rammed disse...

É triste que a maioria dos poetas hoje creiam na balela de que, para serem poetas, precisam ausentar-se da vida.

Eu confesso que ainda sonho, e ainda lucho.

Belo post em homenagem a esta bela página da história.